Compre Agora

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Blitz do DETRAN e CPRV param por alguns instantes a pacata cidade de Ibaretama


Parece até seriado norte americano dos anos 80, mas não é! Esta foto foi tirada em ocasião da Blitz surpresa que foi realizada agora à tarde na cidade de Ibaretama. Na foto a CPRV após perseguir um moto taxista até a porta de sua casa o escoltou até o reboque onde apreendeu sua moto, pois o mesmo estava conduzindo veículo sem carteira de habilitação e sem capacete. 
Ao sair do trabalho a população de Ibaretama pode presenciar perseguições, blitzes e apreensões que marcaram o final da tarde de hoje dia 09 de Setembro de 2009. O cenário não era muito propício a tais atos, pois como se pode ver na foto as ruas eram pequenas com a população transitando pondo em risco a vida dos pedestres. 
Podemos aqui parabenizar o estado que está preocupado com a vida da população de Ibaretama fora do período político. Tal ação é louvável, pois de certa forma no município de Ibaretama não há autarquia de trânsito que possa zelar pelas leis e pela vida das pessoas, fato a ser comprovado é que já ocorreram diversos acidentes na cidade envolvendo motos com vitimas fatais.
Pode se afirmar antecipadamente que o Estado estaria agindo semelhantemente ao STF – Supremo Tribunal Federal em relação ao Poder Legislativo Federal, tomando as rédeas frente à omissão diante de certas ações. Mas ponderações têm que serem feitas frente a tais atos.
A citada operação foi feita em frente à casa do Chefe do Executivo desta cidade, que só tomou ciência dos fatos, mediante tamanha aglomeração e tumulto causado diante da nova base de operação recém instalada na cidade. O prefeito é a autoridade máxima do município e qualquer ação desse porte, é de comum senso que sejam comunicadas ao mesmo, ou que o estado ou quem é de direito puna o mesmo diante da omissão, mas tais atos da forma com que foram praticados era como se fosse uma invasão ao território urbano de jurisdição do executivo municipal.
Pode se afirmar, portanto seguramente, que o estado hoje por meio do DETRAN, com apoio da CPRV (realizando a segurança da operação segundo o Capitão Carlos da CPRV) invadiu o espaço urbano do município de Ibaretama, perseguiu civis e apreendeu veículos sobre a alegação de que o “o DETRAN é o Departamento de Trânsito do Estado, ele tem autoridade, existe a autoridade que é o Superintendente do DETRAN, ele tem a autoridade de trânsito sobre qualquer local do estado, seja dentro do município, seja na rodovia estadual, menos na Rodovia Federal que é a PRF” afirma Capitão Carlos da CPRV.
Critica-se aqui a forma com que a ação foi deflagrada e não a intenção das autoridades frente à operação de defender e aplicar o Código de Trânsito, que antes de se aplicar uma punição é de praxe que haja uma conscientização afim de que em ultimo caso possa ser utilizada uma atitude mais enérgica, pois o objetivo maior da lei não é punir, e sim educar, dar um norte, em segundo plano punir. 
Por Getulio Freitas.
Fique por dentro
O município de Ibaretama fica localizado na região centro do estado, a 136 km da Capital, no município não existe autarquia municipal e o trânsito é livre para todos que moram ou visitam a cidade, cidade de pequeno porte de população pacata e respeitadora, tanto que fatos tidos na capital como corriqueiros são encarados com total espanto e às vezes revolta.
Na tarde desta quarta-feira 09/09 por volta das 5h e 30 min. a população foi surpreendida com uma ação irresponsável do DETRAN e CPRV que invadiu o perímetro urbano da cidade não com o intuito de contribuir para a segurança mais simplesmente para aplicar a indústria da multa praticada atualmente pelo Governo do Estado. Guardas em motos da CPRV colocaram em risco a segurança de pedestres que transitavam nas ruas modestas de Ibaretama, uma perseguição desnecessária e abusada. Não queremos julgar o poder do Estado sobre a legislação de trânsito, questiona-se aqui o porquê da ação surpresa e da invasão do território municipal. E fica a pergunta: o DETRAN não poderia ter realizado uma blitz educativa? Ou a intenção era simplesmente arrecadar para o Estado? Com a palavra as autoridades.
O tumulto tomou conta da cidade de Ibaretama e as pessoas se aglomeravam parando por alguns instantes a pacata cidade, prova clara de que a lei aplicada sem contexto causa desordem.
Ao ser procurado por nossa equipe o Prefeito da cidade Sr. Francisco Edson de Moraes classificou como absurda a ação do DETRAN e CPRV ainda mais de frente a sua casa desrespeitando o Chefe do Poder Executivo que se encontrava em seu escritório particular resolvendo problemas do município. “não quero ninguém sendo perseguido no meu município” disse Edson Moraes que após ser entrevistado por nossa equipe resolveu sair de seu domicílio e argumentou para a suspensão imediata da ação.
O Capitão Carlos ao ser informado do repúdio do Prefeito Municipal frisou “o Prefeito deveria estar incentivando as ações, pois quando você tira uma pessoa sem capacete da rua você estar poupando a vida dele”.
Segundo o Prefeito municipal a ação foi determinada pelo próprio Governador do Estado segundo o mesmo, essa afirmação partiu do Superintendente do DETRAN em ligação feita pelo próprio prefeito.
Quando questionado por nossa equipe sobre o município de Ibaretama ser praticamente rural e de população pobre, tendo como único meio de transporte o cavalo e a moto o Capitão Carlos afirma “a população trocou o cavalo pela moto ótimo que bom, mas nessa troca você tem que ver que conduzir uma moto não é a mesma coisa de você galopar com o cavalo para você conduzir uma moto você tem que ter habilitação e o equipamento de segurança”.
O Prefeito afirmou a nossa equipe que vai encaminhar ofício repudiando a ação do DETRAN e CPRV, os órgãos de transito justificaram a ação com a legislação de trânsito e a carta magna e a população de Ibaretama mais uma vez ficará a espera de providências das autoridades para que os mesmos não sejam mais penalizados por ações surpresas desse tipo, além do que fica o registro para que as autoridades municipais criem mecanismos de controle do trânsito para que assim o ESTADO com sua INDÚSTRIA DA MULTA não puna ainda mais nossa população.
Matéria: Karpegeanne Vieira                                                                                                                Fotos: Getulio Freitas

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...