Compre Agora

sexta-feira, 21 de maio de 2010

CPRV intensifica fiscalização e causa transtorno entre transportes pau-de-arara em Ibaretama






O município de Ibaretama passa desde ontem por uma intensa fiscalização da CPRV, o motivo segundo os órgãos oficiais é que o transporte intermunicipal somente deverá ser feito pelas linhas oficiais, o que em tese deixa o município de Ibaretama em meio a um caos no transporte intermunicipal, quem precisa se deslocar até a cidade de Quixadá precisa esperar horas para conseguir viajar, alunos que estudam em Quixadá não conseguem viajar a tempo do início das aulas devido a não circulação de pau-de-arara, geralmente esse tipo de transporte sai na madrugada de suas localidades e chega à sede do município bem cedo o que possibilita para esses estudantes a facilidade de locomoção.

Hoje, a população de Ibaretama esteve apreensiva sem saber o que fazer para se deslocar de Ibaretama até Quixadá para buscar serviços que não são oferecidos em Ibaretama, as linhas das empresas de ônibus regulares não podem atender a demanda devido à grande quantidade de pessoas que trafegam com compras em maior volume, quem não tem carro particular tem que apelar para o transporte alternativo que é mais acessível, no entanto, ainda insuficiente para atender a demanda.

As opiniões na cidade são divididas, segundo o DETRAN os transportes que estiverem regulares poderão sim rodar dentro de Ibaretama, não foi o que se viu em Ibaretama esses dois dias, sem conhecer a geografia do município, agentes estavam agindo dentro do perímetro urbano, se o foco é o transporte intermunicipal o que faziam os agentes em estradas vicinais do município abordando o pau-de-arara?

Nossa equipe esteve no local para averiguar a operação. Constatamos uma grande quantidade de pessoas paradas a espera de transportes sem poder seguir viajem com medo de represálias da CPRV. “isso é um absurdo deveriam ter avisado antes que eu só posso rodar em Ibaretama” disse um dos donos de carro pau-de-arara que não quis se identificar e completa “se não pode rodar para outro município, porque eles não ficam na divisa do município? Eles me abordaram dentro do meu município”.

Com a chegada da nossa equipe o comandante da operação que contava com três agentes em motocicletas deixaram o local e não gravaram entrevista.

Estudantes e outros usuários que trafegavam na via tiveram que esperar até a saída da CPRV para seguir viajem, o transtorno pelo visto deve continuar, segundo fontes do DETRAN as operações de fiscalização vai continuar até que a população entenda que este tipo de transporte não é autorizado a passageiros para outro município.

O chefe de Gabinete Claudio de Paula informou que o governo municipal defende a população de Ibaretama e que deve conversar com autoridades para avaliar os prós e os contras deste tipo de ação, segundo Claudio se a população sente-se perseguida devem ser tomadas as providências para que se defenda o direito de ir e vir das pessoas.

O Vereador José Maria Cunha, conhecido em Ibaretama como Bebé disse a nossa equipe que é contra a perseguição a trabalhadores “Eu sou contra, nosso pau-de-arara transporta o que é de necessidade do povo, eles deviam ta perseguindo era bandido, ladrão, criminoso e não o povo trabalhador” Segundo Bebé o Governo Municipal defende o povo e deve tomar as providencias para se chegar à melhor saída. “os paus-de-arara têm que voltar a transportar o nosso povo para outro município não vejo nada demais nisso” completou o vereador.

Ano passado a CPRV fez uma ação em Ibaretama que foi repudiada por todos os vereadores, na época estavam na mira às motos, agora são os paus-de-arara e transportes alternativos de Ibaretama.

FIQUE POR DENTRO

O município de Ibaretama fica localizado na Região Centro do Estado e sua população é em sua totalidade de agricultores, sua renda vem basicamente da agricultura, por isso a população costuma usar o pau-de-arara para transportar sua produção até a cidade. Com a fiscalização este transporte não pode transportar a produção juntamente com o produtor o que significa que fica basicamente inviável transportar para o comercio na cidade.

Não só os paus-de-arara estão na mira das autoridades, transportes regulares de passageiros que fez durante anos o transporte de pessoas até Quixadá podem ser impedidos de continuar a atividade é o caso do ônibus da comunidade de Nova-Vida, há quase 20 anos é feito o transporte de passageiros pelo Expresso Nova-Vida, todos os dias saem cedinho de Nova-Vida e segue a cidade de Quixadá de segunda a sexta-feira. O ônibus, é necessário frisar, tem condições boas e sua manutenção em feita dia, mais pode ser impedido de fazer esse transporte, complicando ainda mais a vida de pessoas que moram a 72 km de Quixadá sendo uma das comunidades mais distantes dos centros comerciais da região.

O comercio de Ibaretama ainda não oferece condições de atender a demanda, existem produtos que não são comercializados em Ibaretama. A população fica apreensiva para saber aonde vai desembocar essa nova medida do Governo do Estado.

Karpegeanne Vieira
Correspondente da Revista Central em Ibaretama

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...