Compre Agora

terça-feira, 18 de maio de 2010

Caos na telefonia fixa em Ibaretama

Opinião e Ação
Por Getulio Freitas

Continuidade, quando atribuída a um serviço traduz-se na condição de não haver interrupções no oferecimento do mesmo e neste sentido continuidade é igual à qualidade. Mas ao falarmos disso, é necessário compreendermos que para esta ação acontecer, é fidedigno que do prestador de serviço sejam desprendidas um serie de ações corretivas, preventivas e sistemáticas, a fim de garantir esta sonhada continuidade, que em termos de telefonia não existe aqui em Ibaretama. Temos um sistema sensível, humorado e intermitente.
Sistemas sem acesso, centrais de atendimento ocupadas (0800), ligações caindo no meio da chamada, orelhões indisponíveis e etc. Já ocorreram vezes que ficamos completamente ilhados de telefonia fixa, sem poder nos comunicarmos com ninguém, a não ser se alguém dominasse a técnica de emissão de mensagens por sinais de fumaça.
Hoje devido o sinal de celular recém liberado pela empresa Claro, os impactos são menores. Mas os aborrecimentos tipo quando se vai utilizar do aparelho fixo para realizar uma chamada que dá sinal de ocupado logo na discagem do primeiro digito e dentre outras “atecnias” é recorrente.
Semana passada quase ganhei um inimigo quando no meio da chamada a ligação foi interrompida e o receptor achou que eu tinha “desligado na cara dele” e tive que retornar rapidamente a fim de explicar sobre a qualidade dos serviços de telefonia aqui no município de Ibaretama e isso já ocorreu mais de uma vez.  Soubemos de informações de que anteontem (16/05/2010) no Piranji, nenhum orelhão ou fixo estava funcionando. Que coisa hein?  
Mas como reclamar no momento de uma parada dessas? Com tambores ou sinal de fumaça? Até imagino uma central de atendimento com atendentes treinados para decifrarem sinais de fumaça e respodê-las. Brincadeiras a parte mais os problemas são sérios!
Vendo com mais cuidado, há um paradoxo aqui. Como uma cidade, dentre muitas que devem carecer do mesmo problema, irá reclamar com a operadora pelo telefone? Tal contato se faz impossível!
Acredito piamente que esta empresa deva ter algum mecanismo para acompanhar possíveis quedas no serviço oferecido e garantir pronta correção. Ou será que em especifico aqui em Ibaretama o sistema é tão arcaico que é prestado às cegas?
Passamos ontem (17/05/2010) por um mini “bug”. Sistemas indisponíveis e dentre outras ocorrências passam uma sensação de esquecimento e que nada na cidade funciona, visto que a inconstância dos sistemas é enorme devido à dificuldade também no trafego de dados. 
O Banco Serra Azul entidade sem fins lucrativos e trabalha com Economia Solidária no município, que se sustentam com doações, convênios e das taxas das transações que realiza passou todo seu expediente de ontem e de hoje (8h às 14h) sem realizar nenhuma transação. O chegue e pague da Funerária Menino Jesus só foi restabelecido ontem por volta das 15hs50min e dentre outros estabelecimentos e clientes que tiveram um serviço essencial caótico.  Quem medirá os prejuízos e os indenizará? Acredito que ninguém se proponha.  Reclamar com a ANATEL? Seria um sonho se pudesse ser por telepatia ou por algum outro meio que não dependesse do fixo ou orelhão, devido à chamada não poder ser originada de celular.
Se estiver num local em que você não tenha crédito no celular e tentar usar o fixo ou orelhão e porventura ou coincidência não funcionar, seja bem vindo a Ibaretama.
Hoje, até o fechamento da matéria (18/05/2010 às 14hs e 30min) o problema perdurava com a devida intermitência. 

Getulio Freitas
Colaborador da Revista Central

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...