Compre Agora

terça-feira, 10 de abril de 2012

PM aguarda novas rodadas de negociações e já ameaça paralisação


Caso as partes não entrem em acordo, uma assembleia geral unificada já está marcada.
Após adiar pela segunda vez a rodada de negociações entre representantes do Governo e da Polícia Militar do Ceará, a Associação dos Profissionais de Segurança Pública do Estado do Ceará (Aprospec) começa a manifestar sinais de insatisfação e já cogita uma nova paralisação da categoria, caso as conversas não avancem.
Segundo o presidente da Aprospec, Capitão Wagner Souza a reunião adiada já tem data, que será no dia 18 de abril, e a possibilidade de paralisação ainda é remota, pois o governo tem até o dia 7 de setembro para fechar as rodadas de negociação. O motivo dos adiamentos, de acordo com nota divulgada no site da associação, seria um problema de agendamento entre os participantes.

Caso as partes não entrem em acordo, uma assembleia geral unificada já está marcada para o dia 26 de maio, no Colégio Sistema, na Rua Imperador, nº 716.
“Caso nenhum acordo seja selado entre o governo e a polícia, há possibilidade da categoria fazer uma nova paralisação”, afirma Capitão Wagner.
Reivindicações
A categoria reivindica o auxilio alimentação no valor de R$220,00, carga horária de 48h, planos de promoção, um novo código de ética e o reajuste salarial referente aos anos de 2013 e 2014.
Com informações do site Jangadeiro Online.

Fazemos parte da rede do Portal Revista Central - informação em tempo real com credibilidade. acesse: www.revistacentral.com.br

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...