Compre Agora

sábado, 23 de janeiro de 2010

Vereadores de Ibaretama debatem problemas internos



O plenário da Câmara Municipal da cidade de Ibaretama, Sertão Central, recebeu uma multidão de populares que foram assistir de perto a seção realizada na manhã desta sexta-feira(22) naquele parlamento, o motivo da aglomeração foi um desentendimento entre dois vereadores na última semana.


O presidente da Câmara, João Vieira Picanço, fez uma prestação de contas daquela casa, ele afirmau que está com dificuldades em manter o quadro de funcionários e honrar com as despesas, o legislador disse que há um déficit de quase R$ 12.000,00(Doze Mil) reais relativos ao ano 2009, na sua prestação de contas, 22% dos R$ 46.00,00 (quarenta e seis mil) reais que a Câmara recebe, são destinados a pagamento das obrigações previdenciarias. Segundo Picanço, o poder legislativo deveria receber da prefeitura R$ 52.00,00 (cinqüenta e dois mil) reais, mas uma votação realizada pelos próprios vereadores foi reduzido para o valor atual.

O presidente na sua longa fala relatou uma agressão sofrida pelo vereador José Maria Cunha, popularmente conhecido como “Bebé”, ele afirma que não reagiu e no fim da seção disse que perdoava o José Maria, “fui agredido por um colega, mas ele está perdoado”.

João Vieira Picanço, também disse que os demais vereadores não quiseram saber exatamente dos problemas financeiros que a câmara vem enfrentando, mas a grande maioria dos vereadores rebateram o presidente, a vereadora, Elíria Maria de Freitas Queiroz, disse que havia solicitado as contas a meses e que o seu colega não havia fornecido, “eu já havia pedido pra ver, o senhor prometeu e nunca mim deu” disse a única parlamentar feminino do município.

A vereadora Elíria Queiroz questionou ainda que há na folha de pagamentos três assessores parlamentares que recebem mensalmente salários, ela perguntou se eles realmente trabalham de fato na Câmara, Picanço afirmou que está demitindo por falta de verba, três funcionários da casa e que estes assessores vieram da última legislatura.

O clima foi bastante tenso quando o vereador, José Maria Cunha, o “Bebé”, pediu uso da palavra, nos seus 14 minutos de fala fez duras criticas ao presidente da casa, rebateu que havia agredido Picanço, disse que apenas deu uma tapinha nas costas do presidente. “Bebé” disse que seu colega sempre se passa por vitima, por fim o parlamentar destacou, “Picanço você é uma semente ruim que veio para Ibaretama”.

Com um discurso em busca da conciliação entre os parlamentares, Carlos Augusto de Freitas, mais conhecido como Carlinhos, pediu que os demais vereadores dessem exemplo ao povo e que trabalhem em busca do bem estar da população, “temos que dar exemplos a essas pessoas de Ibaretama que nos acompanham no dia a dia” concluiu.

Na mesma linha de raciocino de Carlinhos, o vereador Oliveira, pediu o cumprimento do regimento interno da Câmara, segundo ele, essa seria uma das formas para evitar discussões paralelas e que não chegam a nenhum fim comum. Pensando assim, o vereador Daniel Sousa, no seu discurso pediu paz aos demais, e que na sua visão eles deveriam estar discutindo projetos de melhoria para população.
Diferente de outras cidades, a Câmara de Ibaretama consegue reunir um grande número de pessoas em suas seções, alguns observam atentamente as discussões dos vereadores, segundo José Francisco Ferreira, 33 anos, mototaxista que estava presente no local, vê com tristeza algumas discussões que para ele o povo não tem nada a ver com o que se passa, são somente intrigas políticas. A professora Roberta de Souza, 27 anos, foi à reunião pensando que os vereadores iriam discutir o plano de cargos e carreira, mas ficou triste por não ter debates relacionados ao assunto.

Por Jackson Perigoso
Fonte: Revista Central de Quixadá

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...