Compre Agora

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Chuvas em Quixadá causam transtornos aos moradores do bairro Rodoviária









Não precisou chover muito para que algumas ruas da cidade se tornassem pontos de alagamento, um dos pontos mais críticos conhecido na cidade de Quixadá é o bairro Rodoviária. na tarde de Ontem (26), os poucos minutos de chuva foram suficientes para causar transtornos aos moradores da Av. José Caetano, principal via daquele bairro.
A reportagem da Revista Central flagrou essa situação que se repete a cada chuva mais forte na terra dos monólitos.a agua chega a invadir algumas casas e pontos comerciais do bairro. Os moradores cobram providências junto as autoridades que prometeram para essa quadra invernosa a conclusão da obra de quase 2 milhões de reais que resolveria um problema antigo, a conclusão de um canal de escoamento que estão com suas obras paralisadas.
Os empresários estão apreensivos com a situação que vem aumentando a cada ano, José Edvaldo Lemos, 50 anos, comerciante, disse que o canal com inicio próximo a Faculdade Católica, irá resolver o problema, a engenheira do projeto havia dito que a profundidade do canal tem inicio com sete metros e passaria com cinco na Avenida José Caetano, mas a obra está paralisada. “Já estou cansado com tudo isso, todos os anos tenho prejuízo, acredito que este ano não vão resolver mais e com uma chuva de poucos milímetros já deu prejuízo imagina quando arrochar”.
Quem estava com o rodo nas mãos eram os funcionários da Churrascaria Bisteca, a sub-gerente, Marcia Helena, 21 anos disse que a água invadiu calçada a dentro, mas não havia danificado nada, “o problema agora é retirar a sujeira deixada pela água e torcer para que alguém faça alguma coisa”.
Quem estava de fato indignada era a empresaria, Antonia Holanda de Castro, popularmente conhecida como Tieta, ela também estava retirando muita sujeira juntamente com as suas funcionarias, “Eu queria que você visse, a água trouxe muita sujeira até ratos tive que retirar do meu estabelecimento, acredita que este ano a gente não vai trabalhar aqui”.
Outro ponto de alagamento verificado pela reportagem, localizado próximo a praça da cultura, as ruas foram tomadas pela água, moradores afirmam que esses problemas são antigos, eles pedem providência para o poder público antes que o inverno possa prejudicar ainda mais o problema existe.
SAIBA MAIS
A obra de drenagem do bairro Rodoviária, orçada em mais de 2,5 milhões, Atualmente o trabalho está concentrado num trecho que fica próximo a Faculdade Católica Rainha do Sertão e que se estende por 50 metros, onde um canal com sete metros de largura por um de altura está sendo aberto para que a água vinda da chuva possa escoar.
Na segunda fase haverá a abertura de um canal coberto na rua Luzia de Pinho, com as mesmas dimensões nas mesmas dimensões e com várias ramificações no trecho próximo a Rodoviária, totalizando cerca de 1200 metros de canais interligados.
A obra de drenagem urbana foi projetada para resolver todos os problemas de alagamentos em várias áreas da cidade principalmente nos bairros Rodoviária e Lagoa.
Por Jackson perigoso
Fonte: Revista Central de Quixadá

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...