Compre Agora

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Reportagem da Revista Central dá resultados e Cagece reinicia obras da galeria pluvial


Poucas horas depois da reportagem da Revista Central cobrar providências sobre o “Canal da Rodoviária”, onde os moradores localizados próximo a Faculdade Católica se diziam prejudicados com a paralisação das obras. Uma equipe da Cagece foi deslocada para atenuar os problemas, um imenso buraco a céu aberto e com as chuvas foi preenchido pelas águas vindo a transbordar.
Mesmo a obra da galeria pluvial não sendo de competência da Cagece, a empresa adotou a postura de resolver essa situação por circunstancias de emergência, a Cagece está resolvendo um problema pertinente a adutora do Pedras Brancas no local e afirmou para a reportagem que logo após a conclusão dos trabalhos da Cagece a empresa responsável pelo canal deverá retomar as obras que estavam paralisadas.
Os moradores estão apreensivos, mas um pouco aliviados, temiam que se algo não fosse feito se repetiria a invasão das águas em suas residências, estamos nos aproximando da quadra invernosa e se as chuvas intensificarem isso aqui vai virar um caos, afirmava um morador que observava os homens da Cagece trabalhando.
Revista Central a informação em tempo real com credibilidade e imparcialidade na informação.
Saiba Mais
A obra de drenagem do bairro Rodoviária, orçada em mais de 2,5 milhões, Atualmente o trabalho está concentrado num trecho que fica próximo a Faculdade Católica Rainha do Sertão e que se estende por 50 metros, onde um canal com sete metros de largura por um de altura está sendo aberto para que a água vinda da chuva possa escoar.
Na segunda fase haverá a abertura de um canal coberto na rua Luzia de Pinho, com as mesmas dimensões nas mesmas dimensões e com várias ramificações no trecho próximo a Rodoviária, totalizando cerca de 1200 metros de canais interligados.
A obra de drenagem urbana foi projetada para resolver todos os problemas de alagamentos em várias áreas da cidade principalmente nos bairros Rodoviária e Lagoa.
Fonte: Revista Central de Quixadá

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...