Compre Agora

sábado, 8 de abril de 2017

Vereadores denunciam perseguição a professor em Ibaretama

Em comitiva na Câmara Municipal o professor Clerton de Jesus teve o apoio de vereadores da situação e oposição.

Vereadores de oposição denunciaram no plenário da Câmara Municipal de Ibaretama o que têm chamado de falta de bom senso e perseguição política por parte do município de Ibaretama em um caso envolvendo um professor da rede municipal de ensino.

Ocorre que o Professor Clerton de Jesus passou por cirurgia para retirar dois ninfonodos na garganta no ano de 2011, os nódolos de tireóide eram compatíveis com CA. Papelifero de tireoide.


O Professor estava em função readaptada desde então por aconselhamento médico, não podendo ir para a sala de aula, pois segundo os laudos após cirurgia o professor ficou afônico e o ambiente de sala de aula poderia desenvolver novos problemas.

Mesmo com laudo médico atestando que o professor não pode ir para a sala de aula por motivos óbvios, a secretaria municipal de educação não readaptou o servidor e insiste na lotação para sala de aula.

Um Atestado Médico concedido pelo médico Dr. Francelino de Carvalho, um dos médicos mais respeitados da região, pede a readaptação da função e alerta que a sala de aula pode ocasionar distúrbios na fala do paciente, o médico pede a readaptação da função.

O Professor pediu em requerimento a readaptação mais não obteve resposta da Secretária de Educação, segundo informações o jurídico do município orientou que o professor passasse por uma perícia médica com médico nomeado pelo município para tal fim.

O estranho é que Ibaretama não tem Regime de Previdência Própria, a mesma foi extinta pelo então prefeito Manoel Moraes Lopes, de lá pra cá o regime é geral pelo INSS, consequentemente os servidores deveriam ser submetidos à perícia médica no Instituto de Seguridade Social como determina a lei.


A vereadora Tereza Carla foi enfática, o caso é grave e precisa de uma solução, com todos os laudos nas mãos está sendo negado um direito ao professor, em comitiva na Câmara Municipal de Ibaretama o professor foi pedir socorro aos vereadores, por unanimidade os professores reconheceram abuso do Secretário de Educação que esteve na Câmara mais se retirou na fala dos vereadores.


Uma perícia médica está marcada para este domingo (9) no hospital Municipal de Ibaretama com médico nomeado por portaria municipal, o professor pede apenas a readaptação da função que está sendo negado.

Fazemos parte da rede do Portal Revista Central - informação em tempo real com credibilidade. acesse: www.revistacentral.com.br

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...