Compre Agora

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Intel foca seus novos lançamentos na mobilidade


O foco principal da Intel agora é o mercado de PDAs e netbooks. Essa conclusão é um dos resultados da conferência para desenvolvedores que a empresa fez nesta semana em San Francisco. A Intel demonstrou como, de PDAs e netbooks para tarefas simples de computação até os laptos ultrafinos que balanceiam performance e estilo, a empresa oferece a combinação certa de prioridades para todos os tipos de experiência em mobilidade.

Baseados na premiada micro-arquitetura Nehalem da Intel, os novos processadores Intel Core i7 e o novo chipset incluem características como a Tecnologia Intel Turbo Boost e a Tecnologia Intel Hyper-Threading. Os chips quad-core oferecem capacidade de processamento sem concorrência durante deslocamentos para os usuários mais exigentes que criam vídeo digital, se divertem com jogos intensos ou rodam aplicativos empresariais pesados.

Perlmutter também destacou a próxima geração de processadores móveis da Intel, codinome “Arrandale”, que leva a micro-arquitetura Nehalem para notebooks convencionais. Esses chips integrarão a CPU dual-core e os gráficos em um pacote que utiliza o processo tecnológico de 32nm e a segunda geração dos transistores high-k metal gate para melhor desempenho e eficiência no consumo de energia para notebooks convencionais.

Essa integração dos componentes da plataforma continuará no futuro com um processador totalmente monolítico de 32nm, codinome “Sandy Bridge”.

Citando uma combinação de melhorias na arquitetura, design e processo de manufatura, Perlmutter detalhou o progresso da plataforma “Moorestown” da Intel, programada para chegar ao mercado em 2010 e voltada para MIDs e smartphones.

Ele discutiu como algumas das técnicas inovadoras que a Intel está implementando, como as Distributed Power Gates, melhoram o desempenho e oferecem grandes reduções no consumo e no pacote térmico.


Redução de consumo inativo em até 50 vezes
Essas tecnologias ajudam a obter uma redução de até 50 vezes no consumo inativo da plataforma em comparação à primeira geração da plataforma “Menlow” da Intel. As reduções estão permitindo que a Intel estabeleça novos parâmetros em consumo ultrabaixo ao mesmo tempo em que permite rodar aplicativos de mídia de alta qualidade e todo o poder da Internet em dispositivos portáteis.

Perlmutter também abordou a terceira geração da plataforma de consumo ultrabaixo da Intel, codinome “Medfield”. Esperada para 2010, a Medfield será um design system-on-chip (SoC) de 32nm, em um único chip, que possibilitará designs muito menores e com consumo inferior ao do Moorestown ajudando a Intel a entrar com mais força nos segmentos de smart phones.

Perlmutter demonstrou uma nova tecnologia de cabo ótico de alta velocidade que deverá estar pronta no próximo ano para conectar dispositivos eletrônicos de consumo, como notebooks, monitores HD, câmeras, reprodutores de vídeo, iPods, estações base e drives em estado sólido (SSDs) uns com os outros utilizando fibra ótica ao invés de cabos de cobre, pavimentando o caminho para a nova geração de desempenho extremo de entrada e saída (I/O).

Desenvolvida pela Intel e conhecida como “Light Peak”, essa tecnologia fomentará uma nova geração de desempenho computacional I/O extremo, oferecendo 10GB/s de largura de banda, com a habilidade potencial para chegar até 100Gb/s ao longo da próxima década. Com 10Gb/s, o usuário poderia transferir um filme completo de Blu-ray* em menos de 30 segundos. A empresa pretende trabalhar com a indústria para determinar a melhor maneira para tornar essa nova tecnologia em um padrão amplamente disponível.

Além disso, Perlmutter anunciou a Tecnologia Anti-Furto da Intel (Intel AT) versão 2.03, uma tecnologia inteligente no hardware que desabilita o acesso a dados criptografados no notebook, caso ele seja perdido ou roubado. Colaborando com os principais ISVs de segurança, a Intel AT permitirá uma maior proteção dos dados e dificultará o roubo de PCs para consumidores, bem como de um grande número de notebooks corporativos e pessoais dos principais OEMs de PC em 2010.

Além disso, o suporte para o sistema operacional Silverlight da Microsoft será ampliado para incluir o Moblin no começo do próximo ano. O Moblin é um sistema operacional de código aberto para netbooks, PDAs, smartphones e computadores automotivos. Usando a base cross-plataforma do Silverlight, os desenvolvedores poderão escrever aplicativos uma única vez e utilizá-los em dispositivos com Windows e Moblin, ampliando o alcance dos aplicativos Silverlight para mais dispositivos e consumidores, demonstrando assim a continuação da tendência rumo a PC, TV e telefone.
 
Por Edson Gustavo
Colunista de Tecnologia do Ibaretamanet.com

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...