Compre Agora

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

É fato, D. Adélio Tomasin vai embora de Quixadá



O site Revista Central recebeu informações de fontes confiáveis, que nosso bispo emérito D. Adélio Tomasin vai mesmo embora de Quixadá. As pressões impostas pelo bispo D. Ângelo Pignole sobre o controle administrativo da Faculdade Católica Rainha do Sertão e o afastamento da direção das pessoas de confiança do chanceler deixou D. Adélio perplexo e triste.
O fato lamentável dessa atitude de interesses por parte do novo bispo diocesano já prejudica o bom andamento da faculdade, 65 (sessenta e cinco) funcionários da Católica ligados a construção civil estão de aviso prévio, uma determinação de Dom Ângelo suspendeu repentinamente todas as obras em andamento na instituição, recentemente foi comemorado o aniversário de cinco anos da faculdade que não parou de crescer no sertão central ao longo desses anos, infelizmente esse posicionamento mexe diretamente com a economia local da cidade de Quixadá.
Um dos motores do crescimento da cidade nos últimos anos, o setor da  construção civil é sem dúvida geradora de mão de obra empregatícia no município, são dezenas de novos empreendimentos sendo erguidos para comportar principalmente os alunos advindos de mais de cem cidades que alugam pequenos apartamentos e casas para estudar gerando um fluxo também no comércio local.
Alguns empresários estão apreensivos com a possível saída de D. Adélio de Quixadá, além de ser o responsável direto pelos investimentos como a Faculdade Católica, Santuário Nossa Senhora Rainha do Sertão, Creche que abriga mais de 500 crianças carentes, Rádio Cultura, Hospital Maternidade Jesus Maria José um dos mais modernos do Ceará. Outros investimentos que estavam sendo desenhados para a cidade começam a ser ameaçados.
Segundo a fonte que será mantida seu nome em sigilo, o curso de medicina não mais virá para Quixadá, foram suspensa também as obras para o Centro de Cardiologia e o Centro de Oncologia para tratamento do câncer, essas obras já estavam em processo adiantado ao lado do hospital maternidade.
Os benfeitores europeus que anualmente colaboram com as obras existentes no município, sinalizaram que com a saída de D. Adélio de Quixadá não mais contribuíram com as doações freqüentes que tanto ajudaram nosso município. Não se sabe ao certo sobre qual interesse está por traz dessa tomada do controle da faculdade, o comentário na cidade é que o novo Bispo tem tomado decisões absurdas e inconseqüentes, casas e prédios que pertencem à Diocese estão sendo vendidos sem a devida prestação de conta aos fieis.
Uma parte da população começa a movimentar-se para uma campanha intitulada “Fica Dom Adélio”, reuniões estão sendo mantidas para tentar reverter essa situação e deixar Tomasin em Quixadá, milhares de assinaturas já foram recolhidas para permanência de D. Adélio na cidade, mas a fonte assegurou que dificilmente isso deva ocorrer, uma pena pois as conseqüências só serão sentidas quando nosso principal benfeitor for embora de vez da cidade que escolheu para passar seus últimos dias, em declaração a amigos D. Adélio relatou que em sua partida levará consigo apenas sua vestimenta mais simples e o sentimento de dever cumprido como missionário de Deus.
Fabio de Oliveira
Matéria Autorizada: Revista Central de Quixadá 

Um comentário:

Anônimo disse...

ja e tarde era pra ter ido no dia q o outro assumiu!

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...