Compre Agora

terça-feira, 6 de junho de 2017

Papo Reto: Os santos são todos do mesmo tamanho

Por João Vieira Picanço*

Certas notícias entristecem e/ou fazem a gente rir. A primeira é ouvir o prefeito municipal dizer que o aumento dado aos professores pelo seu antecessor foi um ATO CRIMINOSO

Os gestores públicos são responsáveis pela construção de um referencial positivo do professor. A bandeira do reconhecimento profissional do ensino implica também no desenvolvimento das políticas públicas que tenham como prioridade a valorização do Magistério.


Pergunto: qual o futuro de um município, que elege e reelege governante assim, que trata professores dessa forma? O aumento foi justo e merece ser reconhecido.

A segunda noticia é ouvir um vereador dizer ser normal o nepotismo em Ibaretama. Existe coisa mais repugnante, nojento, do que ouvir isso da boca de parlamentar eleito para representar o povo? Existe ato para provocar mais indignação e repulsa em uma sociedade do que retirar do povo a oportunidade de  fazer um concurso?

A origem da corrupção está dentro de casa. Se o Ministério Público quiser mesmo, eficazmente, combater a corrupção em Ibaretama, terá de começar pela Câmara. Os vereadores são habilidosos hipócritas: fingem que fazem o que efetivamente não fazem. Basta ver e assistir as posições deles nas sessões.

Eu queria que alguém me dissesse para que serve um vereador. Não me diga que é para estar de acordo com o prefeito em tudo, porque isso nós sabemos. Os vereadores, em geral, não servem pra nada. A não ser para confirmar atos do prefeito. Atos que vêm prejudicar, muitas vezes, a todos. São “Paus mandados

São adúlteros: traem os eleitores, a qualquer tempo, na defesa de seus interesses.

Se algum desses oportunistas amasse sua cidade, por certo, estaria mostrando ao eleitor o que o prefeito tem de fazer para melhorar a cidade. O diabo é que eles não fazem isso! Sabem por quê? Porque se discursarem dizendo a verdade, deixam de mamar na prefeitura. Perdem o “peitinho”: gasolina, empregos para os familiares, cabos eleitorais, vantagem fácil, etc. Quem é o grande prejudicado nisso tudo? O povo.

A verdade é que temos bons candidatos a cargos políticos. Quando surge algum novo candidato, raramente é eleito: o medo de errar votando nele faz o eleitor optar pelas múmias que já conhecemos. Além disso, as velhas raposas nos convencem de que agora estão aptas e decididas a “trabalhar em favor do povo” 

Aqui, acolá, ouço alguém falar que já tem “velhas raposas se revestindo de “pele de cordeiro” e de humildade para novamente se apresentarem em 2020. É aí onde mora o perigo. Essas pessoas pregam o perdão e agasalham o ódio. Cuidado! Guardai-vos dos falsos profetas, que vêm a vós com vestes de ovelhas, mas por dentro são lobos. A armadilha, eleitor, é velha, você cai se quiser. 

Pense, reflita! 


*João Vieira Picanço, é advogado, ex-parlamentar do município de Ibaretama e atualmente presidente municipal do PDT de Ibaretama.


Fazemos parte da rede do Portal Revista Central - informação em tempo real com credibilidade. acesse: www.revistacentral.com.br

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...