sexta-feira, 18 de maio de 2018

Editorial: Com arroxo salarial e perseguição a atual administração remete Ibaretama ao passado que os servidores querem esquecer.


Depois de quatro anos de uma política progressista para servidores, o fantasma do chicote perseguidor volta a assombrar o serviço publico na cidade.

Nos últimos dias tenho observado no município uma preocupação dos servidores municipais para com a política adotada pelo atual governo municipal, com a explicação de ajuste fiscal, o município começa a negar direitos já adquiridos e começa a perseguir, pasmem segundo eles em nome da lei.


Em um passado não muito distante, afinal temos apenas 30 anos, o município viveu uma política de perseguição a servidores municipais, como bruxas, alguns eram banidos para lugares distantes dos olhos do gestor, ou daqueles que não os queriam por perto, faltou apenas criar a "secretaria da maldade", essa prática começou a ser criada quando o município era bastante jovem, com idade de apenas oito anos e vinha trilhando desrespeito no serviço público durante anos seguidos.

Essa prática foi desabilitada há poucos anos, um pensamento mais progressista e de valorização do salário foi implantado, mesmo sendo verdade que muita coisa ainda precisava ser feita pelo servidor, mas pelo menos  a "secretaria da maldade" não imperava mais no serviço público do município.

O sistema voltou, a atual administração lança mão de artifícios para perseguir quem não votou na gestão, a exemplo das supervisoras, nem podiam, afinal foi vítima do mesmo expediente no passado, mais uma vez começa a caça e derrubada de direitos, dizem até capitaneada por quem no passado não pode exalar o mal por falta de aval político que agora ganha pela mesma linha de pensamento retrógrado.  

Já o reajuste salarial do magistério, a proposta foi de apenas, 3,41%, correram para a rede (internet) para dizer que foi o maior do Sertão Central, sem atentar para o fato que seremos o único município a pagar abaixo do piso para nível médio, um ganho de apenas 0.46% acima da inflação de 2017, motivo de comemoração para a gestão municipal que arrisca dizer que valoriza a educação e os servidores públicos.

É amigo #deixaohomemtrabalhar, esta hastag tem dominado as publicações da gestão, ao lado do #juntossomosmaisfortes, eles acreditam ser o marketing do momento, só não entendi quem está atrapalhando o trabalho e ainda onde “o juntos” tem trazido progresso para a cidade. Lamentamos pela Educação e educadores que ainda assim, tem a garra de garantir um índice educacional desejável para nossas crianças.

Força guerreiros, a batalha continua para segurar os índices de educação do município, porque a depender das ações desta gestão, o desanimo e o desrespeito pode acabar lhes retirando as forças. Valorizar a Educação e os profissionais que fazem parte desta, ainda continua sendo o sonho dos educadores de Ibaretama. #Alutacontinua.

Nenhum comentário: