Compre Agora

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Crise no governo se agrava e atinge presidente

Calero, teria entregue gravações a Policia Federal que envolve presidente.
 
O que parecia ser uma crise pontual envolvendo um ministro pode tornar-se um verdadeiro golpe de misericórdia na imagem publica do Presidente da República, Michel Temer.


De acordo com aliados, Temer poderia ter evitado o agravamento da crise se tivesse afastado Geddel do Cargo, dando exemplo de punição e agindo com rapidez para estancar qualquer crise, agora, avalia aliado, se o fizer, vai parecer assinatura de culpa.

O Palácio do Planalto tenta minimizar dizendo que Temer não pressionou o então Ministro da Cultura, tentou apenas mediar, segundo o Planalto o presidente trataria todos os ministros por igualdade não tentando interferir em decisões técnicas.

Em depoimento a Polícia Federal, Calero afirmou que o presidente encarava como normal a pressão de Geddel para a liberação da obra embargada pelo IFHAN, órgão subordinado ao então Ministro Calero, Geddel além de articulador político do Governo é amigo pessoal do Presidente a mais de duas décadas.

A Polícia Federal pediu autorização ao Supremo para abertura de inquérito para apurar o caso, depois que Calero compareceu espontaneamente para depor. O Ministro pediu demissão semana passada alegando pressões do Ministro Geddel para liberação de uma obra de interesse dele em Salvador.

Com informações de agências de noticias
 

Fazemos parte da rede do Portal Revista Central - informação em tempo real com credibilidade. acesse: www.revistacentral.com.br

Nenhum comentário:

::: NOSSOS VÍDEOS

Loading...